Brinquedos educativos estimulam o desenvolvimento de forma lúdica

Seguir regras, aprender com o erro e identificar formas e cores são habilidades que podem ser aprendidas pelas crianças por meio dos chamados brinquedos educativos

No lugar de dar às crianças dispositivos eletrônicos como smartphones ou tablets, por que não presenteá-las com um jogo da memória ou um livro de colorir? Oferecer aos pequenos um brinquedo educativo é uma forma de estimular o seu desenvolvimento cognitivo de forma natural e lúdica.

São considerados brinquedos educativos aqueles que permitem que a criança desenvolva suas habilidades e sentidos, tais como quebra-cabeça, jogos de encaixe, carrinhos de formas geométricas e massa de modelar, apenas para citar alguns exemplos.

Um dos principais benefícios destes brinquedos pode ser explicado pelo funcionamento simples de um quebra-cabeças: para formar uma imagem, as peças devem ser encaixadas no lugar certo, fazendo com que a criança realize a tentativa diversas vezes até obter o sucesso.

Assim, este é um brinquedo capaz de estimular diferentes formas de aprendizado, como raciocínio lógico, coordenação motora e ainda a descoberta de elementos como cores, formas e noção de tamanho – e tudo isso de forma lúdica. Outra característica dos brinquedos educativos é que eles demonstram, de forma prática, a importância de se seguir regras para alcançar determinados objetivos. O estímulo à imaginação e criatividade também costuma estar presente neste tipo de brinquedo.

Na hora de comprar
Independente da proposta lúdica, o brinquedo ideal é aquele que corresponde a faixa etária da criança para que ela tenha condições de brincar de forma não se frustrar com o objeto.

Para bebês
A partir do momento em que o bebê começa a sentar, ele está pronto para brincar com cubos, brinquedos de empilhar blocos ou argolas. Como nesta faixa etária o bebê começa a se interessar por livros com ilustrações, eles também são uma ótima opção se oferecerem elementos que estimulam a descoberta de cores, formas e sons. Se a criança já estiver engatinhando ou andando, os brinquedos de puxar ou empurrar são os mais indicados.

Após os 18 meses
Depois dos 18 meses os pais já podem dar preferência a brinquedos de construção, como blocos de montar e quebra-cabeças mais simples. É importante que haja uma boa combinação de cores nos elementos. Além dos quebra-cabeças, os instrumentos musicais são excelentes brinquedos educativos para esta faixa etária, pois ajudam a desenvolver a capacidade cognitiva da criança.

Após os três anos
Nesta idade a capacidade de fantasiar começa a ser desenvolvida, assim como um maior interesse pelo mundo dos adultos. As fantasias (de bailarina, de princesa, de pirata) passam a ser ótimas opções, pois estimulam o imaginário e são garantia de diversão até para os mais introvertidos. Os jogos de memória e livros de colorir também podem ser usados para estimular o desenvolvimento da inteligência das crianças desta idade.

Fontes: Mundo das Tribos e Revista Donna