O brincar é a mais alta forma de pesquisa

“O brincar é a mais alta forma de pesquisa”. A frase, atribuída a Albert Einstein, mostra o quanto um dos cientistas mais conhecidos e respeitados do mundo valorizava o brincar.

É brincando que a criança desenvolve habilidades essenciais para o seu futuro como  autonomia, confiança, responsabilidade, empatia e criatividade.

Brincando a criança também coloca em prática a sua curiosidade natural para explorar o mundo. E ser curioso é pré-requisito para qualquer cientista.

Os brinquedos de madeira trazem enorme benefícios para que a criança tenha uma infância gradual, e seja estimulada em cada fase do seu desenvolvimento. Conheça alguns desses benefícios:

1. Desperta a imaginação 

Os brinquedos de madeira permitem que a criança tenha o controle da brincadeira. Ainda que eles tenham formatos de casa, veículos ou comida, por exemplo, a criança precisa usar a imaginação para incorporá-los à brincadeira e ao aprendizado.

2. São mais duráveis

Como são feitos de um material mais resistente, são mais difíceis de quebrar e, se a criança sujá-los, é fácil de limpar com um pano úmido

3. Estimulam a solução de problemas e aumenta a noção espacial.

Vários brinquedos de madeira podem ser usados para solucionar problemas, tais como adição e subtração, quebra-cabeças, construção de torres e modelos, por exemplo.

4. São táteis estimulando as habilidades sensoriais e a coordenação motora

Os brinquedos de madeira permitem que a criança desenvolva a coordenação motora fina ao agarrar os objetos, colocá-los cuidadosamente em locais específicos sem derrubá-los, girar, entre outros movimentos.

5. Desenvolvem a coordenação óculo-manual 
Nas atividades de construir torres, empilhar blocos, colocar peças com cuidado em locais determinados ou ainda de alinhavo, a criança é obrigada a prestar atenção na distância e localização, desenvolvendo a coordenação óculo-manual (“mão-olho”).

Fonte: https://mundoemcores.com/o-brincar-e-a-mais-alta-forma-de-pesquisa/